Gubbio

A cidade da maluca e sugestiva “Corsa dei Ceri” (corrida das ceras) possui um centro urbano com um aspecto medieval muito bem conservado.

PARA VER EM MEIO DIA (aproximadamente 2 horas e meia)

A praça e o “Palazzo dei Consoli”: é o ponto fundamental da cidade, o verdadeiro símbolo do período comunal de Gubbio. Trata-se de um complexo constituído por uma praça suspensa, sustentada por arcos enormes, e por dois palácios públicos. Imperdìvel O “Palazzo dei Consoli” (Palácio dos Consules), sede atual do Museu Cívico, representa a suntuosa architetura cívica do século XIV e constitui uma das construções mais majestosas da época medieval. No seu interior ainda estão conservadas a “Sala dell’Arengo”, a capela palatina e o andar nobre onde o governo dos Cônsules supreendia os seus hóspedes com a fonte da qual brotava água; essa fonte e o corredor secreto com banheiros testemunham o alto nível de tecnologia hidráulica alcançado pelos construtores. Do terraço, a quase sessenta metros de altura, a vista da praça e da cidade é de tirar o fôlego. No interior podem-se admirar: as tábuas chamadas “Tavole Eugubine”, graças às quais foi “decifrada” a língua umbra; uma coleçãao de cerâmicas de Mastro Giorgio; a coleção arqueológica e a pinacoteca que ilustram a história da cidade das suas origens até o século XIX. O ingresso custa € 3,00 por pessoa. O pagamento pode ser efetuado diretamente na bilheteria ou com reserva antecipada. Obs.: pedimos a gentileza de confirmar a visita ao interior do “Palazzo dei Consoli”  e a forma de pagamento dos ingressos ao nosso centro de guias; caso não se queira visitá-lo, pedimos que isso seja especificado na confirmação da reserva

Chiesa di San Francesco (Igreja de São Francisco): construída no local onde o santo de Assis obteve a primeira batina de um amigo. Contém afrescos do século XV.

Duomo (Catedral): encontra-se no topo da cidade, mas é acessível através de um prático elevador; apresenta traços góticos originais. O Museu Diocesano é um verdadeiro tesouro para os grandes admiradores da história e da arte, com o sugestivo contorno do “Palazzo dei Canonici”

Quartiere San Martino: entre as ruazinhas e os atalhos deste bairro medieval se experimenta o aspecto mais íntimo e antigo de Gubbio

COM UM POUCO MAIS DE TEMPO...

Basilica di Sant’Ubaldo: situada na sumidade do Monte Ingino, a Igreja é acessível de ônibus ou através do teleférico com vista panorâmica. Ali podem-se ver as três ceras utilizadas dia 15 de maio para a corrida, e o corpo do santo protetor de Gubbio

Chiesa di Sant’Agostino: a presença de afrescos da escola local do século XV testemunha o fervor cultural da cidade. As histórias de Santo Agostinho, representadas nos afrescos de Ottaviano Nelli e da sua escola, são muito interessantes

 

E NO TEMPO LIVRE...

Gubbio é famosa pela produção de cerâmica “a lustro”, cuja tradição remonta a Giorgio Andreoli, mestre do renascimento. Os produtos com trufas, como o queijo da região, são imperdíveis. No dia 15 de maio acontece a “Corsa dei Ceri” (corrida das ceras), festa extraordinária durante a qual três pesadas Ceras são transportadas correndo pelas ruas da cidade e depois para o topo do Monte Igino, até a Igreja do padroeiro Santo Ubaldo

COMBINAÇÕES RECOMENDADAS  - ESCOLHA ENTRE

Perugia - Assis – Città di Castello
Visite a nova seção “Especial Escolas”!

TOP